De 15 a 18 de julho, aconteceu na Arquidiocese de Vitória o 9º Mutirão de Comunicação, cujo tema central foi Ética nas Comunicações. O evento, realizado no Centro de Convenções de Vitória, recebeu participantes de todas as regiões do país e do exterior. Nossa Paróquia não ficou de fora deste grande evento, sendo representada por agentes da Pastoral da Comunicação – PASCOM.

Hugo Cesar e Aline Nunes representaram a nossa Paróquia.

Hugo Cesar e Aline Nunes representaram a nossa Paróquia.

Na noite do dia 15/07, o Arcebispo Metropolitano Dom Luiz Mancilha Vilela, recebeu com uma calorosa acolhida os participantes. Em sua fala de boas vindas, comentou sobre a crise ética pela qual a sociedade está passando e pediu que na condição de comunicadores cristãos, possamos crescer no valor da ética sempre anunciando o evangelho. Na sequencia, Padre Gildásio Mendes, nos fez refletir sobre a influência que o comunicador possui, ressaltando que o código de ética do comunicador cristão, são as Bem-aventuranças.

Na quinta-feira, após abertura com Santa Missa celebrada por Dom Darci José Nicoli, bispo auxiliar de Aparecida, aconteceram as palestras de Dom Gebhard Fürst – Alemanha, da Professora Elizabeth Barros e de Dom Leomar Antônio Brustoilin – Bispo no Rio Grande do Sul. Em todas as explanações, foi enfatizada a necessidade de servirmos a sociedade através da nossa missão de evangelizadores.  Dom Daci José destacou que “a crise financeira do Brasil é reflexo da crise de valores e princípios e que cabe a nós, ajudar a construir uma sociedade justa e fraterna”.  Dom Gebharde lembrou que o próprio Papa Francisco, usa as redes sociais para se aproximar dos fiéis, dando início a uma “nova geração Papal”, de uma Igreja que deseja se comunicar.

Dom Luiz fez a abertura do evento com uma calorosa acolhida.

Dom Luiz fez a abertura do evento com uma calorosa acolhida.

A sexta-feira iniciou com Santa Missa celebrada por Dom Rubens Sevilha, bispo Auxiliar de nossa Arquidiocese. Na sequencia, o jornalista Elson Faxina, nos apresentou um panorama de como a Igreja tem ocupado lugar na mídia, mostrando o perfil de diversos meios de comunicação religiosa. Percebemos que os meios de comunicação da Igreja, devem trazer as histórias de vida das Comunidades, estando próximos do “povo de Deus”. O ciclo de palestras foi finalizado pelo repórter da Rede Globo, Caco Barcellos, que discursou sobre a Espetacularização da Notícia. Através da vivência prática de repórter, Caco nos mostrou que a ética e o respeito devem estar acima da preocupação com o “furo da notícia”, e lembrou que quando alguém não sabe de algo relevante, a culpa é de quem possui a informação. Trazendo isso para nossa missão, fomos despertados ainda mais a levar a palavra de Deus através dos meios de comunicação.

Durante todos os dias do MUTICOM os participantes se dividiram em Grupos de Trabalho para debaterem temas específicos, conforme afinidades. O comportamento do indivíduo nas redes sociais, o padre e os desafios na comunicação, a música religiosa como forma de comunicação, o mercado da fé, foram temas de alguns dos grupos.

Caco Barcelos nos mostrou que a ética e o respeito devem estar acima da preocupação com o “furo da notícia”

Caco Barcelos nos mostrou que a ética e o respeito devem estar acima da preocupação com o “furo da notícia”

O dia de encerramento do MUTICOM iniciou com a apresentação de experiências de comunicação educativa e terminou com uma visita ao Convento da Penha e Santa Missa celebrada por Dom Luiz. Na celebração, Dom Luiz nos exortou a usar os meios de comunicação e a tecnologia para anunciar a boa nova, praticando a “cultura do encontro”. Ressaltou que neste tempo mudança de época em que nos encontramos, os comunicadores cristãos devem ser os novos pastores, para aqueles que estão sedentos em lembrar sua origem e descobrir seu destino.

No domingo, finalizados as atividades, a organização do evento, promoveu passeios turísticos, apresentando as belezas de nosso estado para os visitantes.

Hugo e Aline, que representaram a nossa paróquia, falaram um pouco da experiência que viveram: “Aos participantes do MUTICOM fica a certeza de que a Igreja necessita de nosso trabalho, para levar Jesus até onde a tecnologia alcança. E em nossa realidade Paroquial, percebemos que a PASCOM é muito mais do que um instrumento para atualizar site e divulgar eventos. Saímos deste encontro, conscientes de que necessitamos atuar junto às Comunidades, formando, orientando e acolhendo. Assim como Jesus, precisamos escutar mais e falar menos. Serão os exemplos e testemunhos de fé e vida que mostrarão as maravilhas de Deus em nossos bairros e Comunidades”.